martin bucer portugal

Formação teológica evangélica e confessional

Conheça nossas ofertas académicas.

2023

Apresentação

Desde a sua fundação, as igrejas cristãs foram ensinadas a eleger os seus pastores (Tito 1:5). De acordo com as Escrituras, as qualificações para a eleição e o exercício do ministério pastoral são quase exclusivamente relativas ao carácter do candidato, com exceção de que o pastor deve ser apto para ensinar (1Tim 3:2; Tito 1:9). Os pastores têm de ser aptos para ensinar porque a Palavra de Deus é o principal meio pelo qual a Igreja é edificada (João 17:17). Porque é a Palavra inspirada, infalível e inerrante de Deus, a Escritura é “útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito” (2Tim 3:16-17a). Por isso, apenas aquele que foi seriamente preparado e é profundo conhecedor do texto bíblico pode ser eleito para pastorear uma igreja local (2Tim 2:15). Devido à importância da sua vocação, os pastores que vivam consagrados ao estudo e ao ensino da Escritura devem ser reconhecidos com dupla honra (1Tim 5:17).

Desde cedo na história da Igreja neotestamentária houve a necessidade de organizar escolas que pudessem, de uma forma mais profunda e intencional, preparar aqueles que aspiram ao pastorado. O Seminário Martin Bucer Portugal não pretende substituir a igreja na sua responsabilidade na preparação e reconhecimento dos seus pastores. Da mesma maneira que os pais assumem a responsabilidade da educação de cada um dos seus filhos e a escola coopera com eles na sua formação académica, assim também a Igreja local e o Seminário se devem relacionar. A escola teológica permite preparar o candidato numa área específica e fundamental no exercício do futuro ministério. É responsabilidade da igreja local reconhecer, cuidar pastoralmente, e dar as oportunidades devidas ao desenvolvimento dos dons daquele que aspira ao pastorado.

De forma complementar, o Seminário Martin Bucer Portugal também deseja promover a educação teológica ao nível das igrejas locais. Neste sentido, desejamos estar ao serviço das igrejas evangélicas em Portugal no aprofundamento do estudo da Escritura, seja através da oferta de programas de estudos diversos, bem como estar disponíveis para visitar as igrejas na promoção do estudo da Escritura de acordo com as necessidades de cada igreja local.

Resumindo, o Seminário Martin Bucer Portugal é uma escola com uma missão clara e intencionalmente focada. O Seminário Martin Bucer Portugal é uma escola onde se aprende a ler, interpretar, aplicar e ensinar a Palavra de Deus, tendo em vista a edificação da Igreja em Portugal, em particular no auxílio da preparação de futuros pastores e missionários.

Soli Deo Gloria!

Tiago Oliveira
Presidente e Deão Académico

Fundação

O SMB é o culminar de um sonho de mais de uma década. Este sonho nasceu da necessidade de reforçar a valorização do ensino teológico evangélico em Portugal. Foi com este intuito que o Pastor Tiago Oliveira, em 2012, apoiado por várias igrejas, foi enviado para os Estados Unidos da América para estudar no Reformed Theological Seminary, em Jackson, Mississippi, inicialmente por um período de quatro (4) anos.

Em Maio de 2015, o Pastor Tiago Oliveira, na sequência de uma série de conversas com o Pastor Tiago Cavaco e do aprofundamento da parceria com a Igreja da Lapa, em Lisboa, enviou ao presbitério desta Igreja uma carta de intenções com vista à fundação de um novo Seminário em Portugal. Este plano foi aprovado pelo presbitério e, posteriormente, pela Assembleia da Igreja da Lapa, tendo sido incluído no seu plano plurianual no final do mesmo ano. O primeiro passo prático para a fundação de uma nova escola estava lançado.

Providencialmente, o Seminário Martin Bucer Brasil também planeava estender o seu ministério a Portugal. Ao saberem dos planos já existentes para a fundação de uma nova escola teológica reformada em Portugal, os nossos irmãos do Brasil encetaram contactos, em 2017, no sentido de uma possível extensão do Seminário Martin Bucer em Portugal. Estiveram envolvidos nesta conversa os Pastores Franklin Ferreira e Tiago Santos, do Brasil, bem como o Pastor Joel Bueche Lopes, que se juntou à nossa equipa desde então.

Em dezembro de 2018, o Seminário Martin Bucer Portugal é fundado por três pastores portugueses. Em janeiro de 2019, o Pastor Diego Lopes juntou-se à equipa de SMB, como Coordenador Executivo.

Quem foi Martin Bucer?

Martin Bucer, nasceu em Sélestat, França, a 11 de Novembro de 1491. Membro da Ordem Dominicana, deixa o catolicismo em 1518, por influência de Martinho Lutero. Enquanto servia na região do Baixo Reno, na Alsácia, procurou reformar a igreja em Wissembourg, mas foi forçado a fugir para Strasbourg, onde exerceu grande parte de seu ministério. Nesse tempo, Bucer procurou mediar os debates entre Martinho Lutero e Ulrich Zwinglio sobre a doutrina da Ceia do Senhor. Mais tarde, Bucer foi parte activa nos esforços para a obtenção de acordos entre os evangélicos sobre os artigos de fé mais importantes, como na Confessio Tetrapolitana e a Concórdia de Wittenberg, trabalhando com Philipp Melanchthon neste último. Também exerceu profunda influência sobre João Calvino, especialmente na doutrina do Espírito Santo e ministério pastoral. Martin Bucer acreditava que os católicos do Sacro Império Romano poderiam ser convencidos a aderir à Reforma. Portanto, por meio de uma série de conferências organizadas pelo imperador Carlos V, tentou unir católicos e protestantes, para criar uma igreja nacional alemã separada de Roma. Esse acordo não foi alcançado devido, entre outras razões, aos acontecimentos políticos que culminaram na Guerra de Schmalkalden e ao isolamento do protestantismo no império. Em 1548, Bucer foi persuadido, sob coação, a assinar o Ínterim de Augsburg, que impunha certas formas de culto católico. No entanto, continuou a promover reformas na cidade de Strasbourg, até que esta aceitou o acordo e o forçou a abandonar a cidade. Em 1549, aceitou leccionar na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, como professor de teologia, onde foi instrumental na segunda revisão do Livro de Oração Comum. Morreu em Cambridge, Inglaterra, em 28 de Fevereiro de 1551, aos 59 anos de idade, tendo influenciado fortemente as tradições luterana, calvinista, anglicana e puritana, sendo celebrado como um dos pioneiros do ecumenismo evangélico.

leia a nossa declaração de fé

Declaração de Fé da Fraternidade Reformada mundial

nossa declaração

Propósito

Servir as igrejas locais de todos os ramos do cristianismo evangélico, preparando líderes e pastores por meio de um programa de educação teológica de nível universitário, baseada na autoridade da inerrante Palavra de Deus e comprometida com a Fé Reformada. 

Missão

Ser uma escola onde se aprende a ler, interpretar, aplicar e ensinar a Palavra de Deus, tendo em vista a edificação da Igreja em Portugal, em particular no auxílio da preparação de futuros pastores e missionários.

Nossos Valores

Enraizada na Igreja

Nos planos de Deus, é na Igreja e através dela que almas são salvas e edificadas. Embora seja autónomo do ponto de vista administrativo, o SMB nasce a partir e com o intuito de servir a Igreja.

Centrada na Escritura

A Escritura é a única regra de fé e prática da Igreja Cristã. A Escritura é o meio principal através do qual as pessoas chegam ao conhecimento do evangelho e, subsequentemente, crescem em santificação.

Focada na missão

O SMB deseja auxiliar a Igreja em Portugal com um duplo objetivo: (1) a conversão de almas, em especial através da revitalização e plantação de novas igrejas locais e (2) a maturidade espiritual da Igreja.

Explicitamente confessional

Ser confessional é acreditar que existe verdade objetiva e afirmá-la publicamente. Por outro lado, ser confessional é desejar alargar a comunhão com as igrejas que anunciam o verdadeiro evangelho do Senhor Jesus Cristo.

Academicamente excelente

O que fazemos deve ser reflexo do que acreditamos. Buscar ativamente a excelência na educação teológica é, por um lado, desejar ser como o Senhor Jesus Cristo e, por outro, ser fieis à vocação excelente a que os pastores são chamados.

Culturalmente
relevante​

Acreditamos que um Seminário que serve a Igreja tem de também servir o seu país e ser capaz de fazer parte do diálogo com aqueles que estão fora da Igreja, seja no âmbito académico, religioso e cultural.

níveis de estudo

Ofertas Académicas

Programa de Teologia

O Programa de Teologia tem como público-alvo principal aqueles que aspiram ao ministério pastoral e/ou missionário, mas também está disponível para o público em geral (desde que sejam membros comprometidos de uma igreja evangélica). Este programa pode ser usado como um programa final de estudos ou como um programa de transição para a candidatura ao mestrado (apenas no caso dos alunos que completem o programa no nível avançado).

O currículo consiste em 30 disciplinas, distribuídas da seguinte forma:

Estudos Bíblicos |13 disciplinas|
Línguas Bíblicas
BS111 Hebraico I
BS112 Hebraico II
BS113 Exegese do VT
BS211 Grego I
BS212 Grego II
BS213 Exegese do NT

Velho Testamento
BS121 Introdução ao Velho Testamento I
BS122 Introdução ao Velho Testamento II

Novo Testamento
BS221 Introdução ao Novo Testamento I
BS222 Introdução ao Novo Testamento II

Velho e Novo Testamento
BS301 Hermenêutica
BS302 Teologia Bíblica

Teologia |10 disciplinas|

Teologia Histórica
HT111 História do Cristianismo I
HT112 História do Cristianismo II

Teologia Sistemática
ST211 Introdução aos Estudos Teológicos e Doutrina da Escritura (Prolegomena)
ST212 / ST213 Teologia Sistemática: Teologia Própria, Antropologia
ST214 / ST215 Teologia Sistemática: Cristologia, Soteriologia
ST216 / ST217 Teologia Sistemática: Escatologia e Eclesiologia
ST218 Teologia da Aliança

Teologia Aplicada
ST411 Ética Bíblica
ST412 Cristianismo e Cultura
ST413 História e Cultura Portuguesa
ST414 História do Protestantismo em Portugal

Ministério Pastoral |7 disciplinas|

PT111 Ministério Pastoral

PT112 Aconselhamento Pastoral
PT113 Liturgia e Discipulado
PT114 Revitalização e Plantação de Igrejas

PT121 Introdução à Pregação I
PT122 Introdução à Pregação II
PT123 Pregação

Mestrado em Religião

O programa de Mestrado tem como público-alvo homens que são pastores ou aspiram ao ministério pastoral (incluindo homens que desejam estar envolvidos e ser preparados para o campo missionário). Este mestrado pode ser usado como um grau académico final ou como um grau académico de transição para estudos de pós-graduação adicionais, particularmente um programa de doutoramento em religião ou teologia.

O currículo consiste nas seguintes disciplinas.

Velho Testamento – 17 créditos 

111 – Hebraico I (3 créditos)
112 – Hebraico II (3 créditos)
120 – Métodos de Exegese do Velho Testamento (3 créditos)
121 – Exegese do Velho Testamento I: Narrativas (3 créditos)
122 – Exegese do Velho Testamento II: Poetas & Profetas (3 créditos)
132 – Introdução do Velho Estamento (2 créditos)

Novo Testamento – 22 créditos
201 – Grego I (3 créditos)
202 – Grego II (3 créditos)
220 – Métodos de Exegese do Novo Testamento (3 créditos)
221 – Exegese do Novo Testamento I: Evangelhos e Actos (3 créditos)
222 – Exegese do Novo Testamento II: Epístolas e Apocalipse (3 créditos)
223 – Exegese do Velho Testamento III: Exegese Avançada (3 créditos)
233 – O Texto da Bíblia (2 créditos)
232 – Introdução ao Novo Testamento (2 créditos)

Teologia Histórica – 10 créditos
311 – História da Igreja Primitiva (3 créditos) OU 312 – História da Igreja Medieval (3 créditos)
313 – História da Igreja no Período dos Reformadores (3 créditos)
314 – História da Igreja Moderna (3 créditos)
322 – Pesquisa em Teologia Reformada (1 crédito)

Teologia Sistemática – 12 créditos
411 – TS I: Prolegomena (2 créditos)
415 – TS V: Soteriologia (3 créditos)
421 – Introdução à Apologética (3 créditos)

4 Créditos a escolher das seguintes disciplinas:
324 – Teologia Puritana (2 créditos)
412 – TS II: Teologia Própria (2 créditos)
413 – TS III: Antropologia (2 créditos)
414 – TS IV: Cristologia (2 créditos)
416 – TS VI: Eclesiologia (2 créditos)
417 – TS VII: Escatologia (2 créditos)
432 – Ética Bíblica (2 créditos)
441b – Three Forms of Unity (2 créditos)
441c – Westminster Standards (2 créditos)

Requisitos gerais – 5 créditos
099 – English Grammar and Syntax (0 credits) – to be taken in student’s first semester
701 – Teologia Bíblica: Natureza e Método (2 créditos)
702 – Hermenêutica (2 créditos)
750 – Exame Final (1 crédito) 

Staff

Tiago Oliveira

Presidente
Deão Académico

Joel Lopes

Vice-presidente
Deão de Alunos

Diego Lopes

Coordenador Executivo

Joana Oliveira

Assistente Administrativo

Contactos

Morada

Primeira Igreja Baptista de Lisboa, R. Lucinda Simões 7.

Telemóvel

+351 935 103 756 (Pr. Diego Lopes)

Local das Reuniões

R. Lucinda Simões 7, Primeira Igreja Baptista de Lisboa.